Buscar

O erótico sagrado

Na mitologia grega a relação mais famosa de Eros, o deus da força erótica e filho de Afrodite, foi com a Psiquê. Esse portanto é um arquétipo que nos leva a refletir sobre a força da energia sexual bem direcionada, saudável e consciente.


A trajetória sexual de cada um de nós é única mas diante da história da sexualidade humana e do momento atual em que vivemos, podemos generalizar a sexualidade humana como um grande mistério, que envolve tabus, medos, crenças e sentimentos duais.


Trazer o aspecto sagrado, puro, da intimidade consciente, colocar luz sobre as sombras da própria sexualidade é uma tarefa de todos nós. Só assim teremos relações mais justas, honestas, saudáveis e ricas de amor e afeto.


A eroticidade sagrada não envolve exatamente puritanismo ou um ato sexual morno, cheio de limites e sem graça, pelo contrário, é algo profundo, que envolve entrega, beleza e muita coragem. Teremos nosso lado erótico sacralizado quando tivermos total domínio no nosso corpo e prazeres, conhecimento sobre nossos desejos e sombras e soubermos dialogar com o mundo e as relações a partir desse prisma mais equilibrado, centrado na autorresponsabilidade, na entrega e no desejo genuíno do prazer.


13 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Feiras que participamos:

  • Instagram
  • Facebook

Receba nossos conteúdos:

Cristais de Eros  |  Rua Caiubi, 846 Perdizes SP  |  CNPJ:  34.746.880/0001-61